O INVESTIMENTO EM BELEZA NO ORIENTE MÉDIO É MAIOR COM AS SAUDITAS...

O INVESTIMENTO EM BELEZA NO ORIENTE MÉDIO É MAIOR COM AS SAUDITAS E IRANIANAS

SHARE

Apesar da rigidez do governo, é sempre intenso o fluxo de mulheres no espaço de beleza do cabeleireiro Fahimeh, no bairro de Jordan, em Teerã. Um muro separa a visão do interior pelos olhares indiscretos do mundo lá fora e embora não existam placas em frente ao estabelecimento, com imagens que remetam o ambiente à aura de um salão convencional, a sua fama depende do boca a boca. As clientes se veem obrigadas a esconder seus corpos, mas nem as leis cruéis são capazes de suplantar os investimentos de iranianas e sauditas em cosméticos e na indústria da beleza no Oriente Médio.

Os salões de beleza funcionam como outro mundo, são um dos poucos lugares fora de suas casas onde as mulheres ficam livres dohijab, o manto islâmico que envolve todo o corpo, e da abaya, o equivalente árabe do chador, mostram o rosto antes coberto pelo gotwah, um lenço preto muito fino que usam por cima do niqab, com a justificativa de que ali só há mulheres. Elas abandonam as vestimentas e exibem regatas, jeans e jóias, inclusive piercings, como em qualquer outro lugar do planeta. As mais velhas, conservadoras, apesar de modernas, fazem uso de trajes menos ousados.

Apesar da cobertura corporal obrigatória, o peso dos lenços nos cabelos não compromete os penteados graças às técnicas dos especialistas que elevam os coques para que o tecido se apoie sobre eles e não achate a cabeça, como no LubnaBeautification Center, Nº 1 for Ladies, ou no spa do LuthanHotel, tido como um oásis só para mulheres, todos na conservadora cidade, Riyad.

Mesmo com cabelos brilhantes, as iranianas se queixam do excesso de pêlos corporais. É quando entram em ação as várias esteticistas que trabalham dando forma às sobrancelhas e depilando o restante do rosto com um fio de linha esticado. Vaidosas, elas passam a se expressar através da face; investindo, assim, nos recursos das maquiagens, que movimentaram cerca de US$ 2 bilhões no último ano, no Irã. O que representou, no Oriente Médio, uma média de 29% do mercado de cosméticos. De acordo com um estudo da imprensa local, das 14 milhões de iranianas entre 15 e 45 anos que vivem em cidades, cada uma gasta 5,5 euros por mês em cosméticos, uma quantia significativa, considerando os 235 euros de salário mínimo no país.

Não só para os casamentos ou as festas clandestinas dos fins de semana, nas quais é preciso despertar a atenção de mães e irmãs de potenciais maridos. As iranianas se maquiam até para fazer compras, o que representa um sinal de rebeldia, para a maioria, contra o regime que tentou controlar até a aparência das pessoas por trinta anos. O abuso frequente é cair no excesso, o que aumenta a demanda de cirurgias e tratamentos estéticos sofisticados. Com a aproximação do Ramadã, a alta temporada de casamentos, a busca por esteticistas e salões de beleza é intensa.

O mesmo desejo estimula o mercado saudita, que em 2009, chegou a gastar 1,87 bilhão de euros em beleza. Para um país de 24 milhões de habitantes, este é um índice per capita muito alto. Especialistas trabalham com uma estimativa de crescimento de 11% para este ano.

Do ranking de abolições do governo, a maquiagem lidera a de insatisfação por parte dos órgãos conservadores. É proibida para funcionárias públicas e estudantes e após a revolução islâmica, os cosméticos foram declarados ilegais. Só em 1990, o governo passou a permitir a importação desses bens, o que gerou a segurança dos negócios.

Os ulemás que apoiam o governo dos Al Saud rebatem os novos costumes, ao ditarem as restrições de usufruto da beleza apenas aos maridos e fazer vista grossa nos salões, opondo-se à utilização do rímel e recomendando a exibição de um único olho em ambientes públicos, para evitar pensamentos lascivos.

MATÉRIA EXCLUSIVA DE DOUGLAS GUERRA PARA O PORTAL DE MODA CLOSET ON LINE. ESTA E MUITAS OUTRAS NOTÍCIAS EM WWW.CLOSETONLINE.COM.BR.

SHARE
Douglas Guerra é um Beauty Artist que deixa o mundo mais bonito com palavras e pincéis. Confira aqui as dicas e segredos dos bastidores desta profissão fantástica.